Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




"Escrever", de Marguerite Duras

por Ana Gabriela A. S. Fernandes, em 24.08.18

  

marguerite-duras1.jpg

 

"Escrever" de Marguerite Duras é um pequeno manual sobre a coragem de dizer a sua verdade através de um código comum impresso em papel (agora em écran).

O que Marguerite Duras nos quer revelar é que ser escritor é ser criador, revelador, investigador e, acima de tudo, implacável na sua verdade.

 

Nunca gostei do termo escritor, o que escreve. Melhor um pouco, autor, mas ainda não o define. Pode-se ser autor de muita coisa. Há escritores-filósofos, há escritores-investigadores, há escritores-cientistas, há escritores-narradores, há escritores de monólogos, há escritores de diálogos, e há escritores a metro...

 

Marguerite Duras é uma escritora que revela, mostra à luz, retira o véu e às vezes a pele.

Tem a fibra e a coragem, e é implacável.

Quando nos devolve, em espelho cruel, o homem, mas sobretudo a mulher, sentimos uma surpresa no início, mas é uma surpresa familiar :)

 

"Escrever", na verdade, não tem preço. Voltei a arrumar os livros, esses objectos felizes, na estante. Haverá lugar para eles na nova casa. Irão iluminá-la como têm iluminado as casas até aqui :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D